Novo prazo de fechamento da Edição da Antologia do Forte de Copacabana – Participe!!!


livros

 

Caro Autor, caro Artilheiro da Cultura, caros amigos do Centro de Literatura do Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana.

NOVO PRAZO DE FECHAMENTO DA EDIÇÃO 
DA ANTOLOGIA 2013 / 2014
ENVIO DE TEXTOS EM VERSO OU PROSA 
ATÉ 10 DE NOVEMBRO
 
Telefone para dirimir qualquer dúvida: Antônio  (21) 99738-0094 e Mara Lúcia (21) 99738-0099
 
Atenciosamente,
 
Mara Lúcia Vicente Joaquim Miranda
Antônio de Oliveira Pereira 
(Coordenadores do Centro de Literatura do Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana)

 

Galeria do Ateliê inaugura: Face a face: fotógrafos revelados


da série Face a face: fotógrafos reveladosGuy Veloso

da s√©rie Face a face: fot√≥grafos reveladosDiógenes

Face a face: fotógrafos revelados

Exposição de 100 fotografias de Marian Starosta

Abertura dia 1º de novembro às 19h

Visitação até 14 de dezembro

Entrada franca

 

A Galeria do Ateliê inaugura dia 1º de novembro, às 19h, Face a face: fotógrafos revelados de Marian Starosta, composta por cerca de 100 retratos de fotógrafos que, na maioria das vezes, têm seus trabalhos conhecidos mas, seus rostos, raramente revelados – entre os retratados figuram Maureen Bisilliat, Iatã Cannabrava, Eder Chiodetto, Alfredo de Stefano (México), Carlos Carvalho, Alejandro Chaskielberg (Argentina), Kitty Paranaguá, Fábio Seixo, Luiz Braga, Rodrigo Braga, Pedro David. Fotos no tamanho de 20X20 e uma instalação de polaróides. Curadoria de Patricia Gouvêa. O Ateliê da Imagem fica na avenida Pasteur, 453, Urca (2541-2213).  

Face a face: fotógrafos revelados de Marian Starosta, teve como inspiração o Projeto Anônimos, de Eduardo Aigner, Marcio Lana e Guilherme Llantada, realizado em Porto Alegre no ano de 2000 como, também,  os fotógrafos no século XIX (época da invenção da fotografia). A fotógrafa começou montando uma tenda na rua e os fotógrafos eram convidados a entrar e serem retratados.  

A tenda, como um mini-estúdio instalado em áreas públicas, cria a possibilidade de juntar dois estados do retrato fotográfico: o estático e o instantâneo. O fato da pessoa ser convidada a ser fotografada dentro de um mini-estúdio (com estatuto de “público”, ao ar livre) traz um clima instantâneo à pose, amolecendo toda a rigidez que um estúdio fotográfico normalmente impõe. Valorizam-se expressões, detalhes da pele, objetos utilizados, interferências corporais, etc. Segundo a fotógrafa holandesa RIneke Dijkstra ”se você excluir os detalhes, ao ler a sua fotografia, o espectador tem que procurar as pistas sutis.” É através dessas pistas sutis que o universo dos fotógrafos vão sendo revelados.  

A tenda já foi montada no Festival Paraty em Foco, no Fotorio, no Foto em Pauta Tiradentes e, recentemente, no Festfoto Porto Alegre. Já foram retratados mais de 100 fotógrafos nacionais e internacionais, entre eles, Maureen Bisilliat, Iatã Cannabrava, Eder Chiodetto, Alfredo de Stefano (México), Carlos Carvalho, Alejandro Chaskielberg (Argentina), Kitty Paranaguá, Fábio Seixo, Luiz Braga, Rodrigo Braga, Pedro David. As fotos são realizadas em negativos pb médio formato, com a utilização de uma câmera Hasselblad.  

Marian Starosta trabalha com fotografia desde 1982 e com vídeo desde 1985. Foi coordenadora de Artes Visuais na Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre, do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, onde organizou exposições de arte, documentando esses eventos com o propósito de criar um arquivo fotográfico. Nos últimos anos, ensinou fotografia e televisão em universidades no Sul do Brasil. Em 2002, foi para Nova York a fim de completar o Programa de Certificado em Tempo Integral em Fotografia no International Center of Photography. Em 2004, de volta ao Brasil, radicou-se na cidade do Rio de Janeiro. Exibiu Bathrooms na Galeria dos Arcos da Usina do Gasômetro em Porto Alegre/RS: Mikvot, no Rio de Janeiro, Belém e Porto Alegre; e Diário de uma companhia, no Rio de Janeiro e Porto Alegre. Atualmente, além da produção do seu trabalho autoral também é professora no Ateliê da Imagem- RJ.  

Face a face: fotógrafos revelados tem parceria do Ateliê da Imagem na produção, o patrocínio do Estúdio Monócolo nas impressões e da Fast Frame, nas montagens.  

 

Ateliê da Imagem Espaço Cultural

Av. Pasteur, 453, Urca (2541-3314)

www.ateliedaimagem.com.br

Fonte: Eli Rocha / Assessoria de Imprensa

Lúcia Murat, Kiko Goifman e Flávia Castro participam do ciclo Cinerama no Sesc Consolação


cinema1

Ciclo aborda em novembro o tema “Memória e Identidade – a autobiografia no cinema”, por meio de bate-papos com os diretores, exibição de filmes e curso “Subjetividade nos Filmes Autobiográficos” com Mauro Baptista Védia.

 

Cinerama é uma programação do Sesc Consolação que promove encontros com profissionais da área de audiovisual para desenvolvimento de cursos livres de curta duração, mostras e workshops em cinema e vídeo.  

No mês de novembro, o ciclo aborda o tema “Memória e Identidade – a autobiografia no cinema” com curso, filmes e bate-papos com cineastas brasileiros que narraram nas telas a busca por suas memórias pessoais na tentativa de uma (re)-construção de sua identidade. São eles: Lúcia Murat e seu mais recente filme “A Memória que me Contam”, Kiko Goifman e o documentário autobiográfico “33″ e Flávia Castro com “Diário de uma Busca”.  

Como parte da programação o curso Subjetividade nos Filmes Autobiográficos, ministrado pelo cineasta, diretor de teatro e pesquisador Mauro Baptista Védia, autor do filme autobiográfico “Ariel”.  

Confira a programação: 

CINERAMA

Ciclo: Memória e Identidade – a Autobiografia no Cinema

Local: Espaço Beta – 3º andar – Lotação: 55 lugares  

Filmes  

Dia 6/11. Quartas, às 19h.

A Memória Que Me Contam  - Com Lúcia Murat

Um encontro com a cineasta Lúcia Murat, no qual ela apresenta seu mais recente filme autobiográfico, “A Memória que me Contam”, em um bate-papo intimista com o público. Após o bate-papo, o filme será exibido: um drama irônico sobre utopias derrotadas, terrorismo, comportamento sexual e a construção de um mito. A ex-guerrilheira Ana, ícone do movimento de esquerda, é o último elo entre um grupo de amigos que resistiu à ditadura militar no Brasil. Com a iminente morte da amiga, eles se reencontram na sala de espera de um hospital. Entre eles está Irene, uma diretora de cinema que se sente perdida diante da morte da amiga e que precisa ainda lidar com a inesperada prisão de Paolo, seu marido, acusado de ter matado duas pessoas em um atentado terrorista ocorrido décadas atrás na Itália.

O Filme: A Memória que me Contam

Gênero: Drama

Direção: Lúcia Murat

Elenco: Irene Ravache, Franco Nero, Simone Spoladore

Duração: 95 minutos Ano: 2012

Não recomendado para menores de 14. Grátis. Retirada de ingresso com 1 hora de antecedência.

Dia 13/11. Quartas, às 19h.

33 – Com Kiko Goifman

O cineasta Kiko Goifman, em um bate-papo descontraído com o público, falará sobre seu filme autobiográfico “33″, em que ele, no ano em que completou 33 anos, decidiu procurar sua mãe biológica. 33 dias é o tempo que ele tem para encontrá-la. A partir de pistas dadas por sua mãe adotiva e detetives de São Paulo e Belo Horizonte, o cineasta parte nessa jornada, documentando com humor e ironia todo seu trajeto em um diário on-line que foi transformado em material para seu filme. Um road movie entre fumaça, parteiras, cartomantes, porteiros, médicos e detetives. Documentário com atmosfera noir.

Filme: 33 

Gênero: Documentário

Direção: Kiko Goifman

Trilha Sonora: Tetine

Duração: 75 min Ano: 2003   Não recomendado para menores de 12. Grátis. Retirada de ingresso com 1 hora de antecedência.

Dia 27/11. Quartas, às 19h.

Diário de Uma Busca – Com Flávia Castro

Em um bate-papo descontraído, a cineasta Flávia Castro apresenta seu filme autobiográfico “Diário de uma Busca”, no qual, a partir da morte misteriosa do pai, o ex-jornalista e militante político Celso Gay de Castro, reconstitui a biografia dele e a sua própria, remontando as peças de uma infância atípica, passada no exílio entre o Chile, a Argentina e a França. Outubro, 1984. Celso Castro, jornalista com uma longa história de militância de esquerda, é encontrado morto no apartamento de um ex-oficial nazista, onde entrou a força. A polícia sustenta que se trata de um suicídio. O episódio, digno de um filme de suspense, é o ponto de partida de Flavia, filha de Celso e diretora do filme que decide reconstruir a história da vida e da morte do homem singular que foi o seu pai. É uma viagem no tempo e na geografia: a diretora volta a Porto Alegre, Santiago, Buenos Aires, Caracas e Paris, cenários do exílio familiar, da ilusão e do fracasso de um projeto político. O resultado é um documentário poderoso e comovente que combina magistralmente a intriga policial, os testemunhos de familiares e companheiros e o relato na primeira pessoa de uma infância vivida entre o exílio e a luta armada.

O Filme: Diário de uma Busca

Gênero: Documentário

Direção: Flávia Castro

Fotografia: Paulo Castiglioni

Duração: 104 min. Ano: 2010 

Livre Grátis. Retirada de ingresso com 1 hora de antecedência.

Curso 

Subjetividade nos Filmes Autobiográficos - Com Mauro Baptista Védia

O cinema autobiográfico é uma tendência forte no cinema contemporâneo. Equipamentos leves, tecnologias digitais, a irrupção do vídeo, um certo esgotamento da ficção e a modernidade do próprio cinema, são alguns dos fatores que contribuíram para essa vertente tão forte hoje no cinema e no audiovisual. O curso tem como objetivos discutir essa tendência no campo do documentário e da ficção, pensar as relações e paralelismos com a literatura contemporânea e com outras artes, e analisar vários exemplos de filmes autobiográficos no qual o diretor/autor, protagonista ou testemunha da história, se coloca como subjetividade e parte fundamental da história. Com o cineasta, diretor de teatro e pesquisador Mauro Baptista Védia, autor do filme autobiográfico “Ariel”. Sala Alfa – 8o. andar. – 30 vagas.  Acima de 14 anos. R$ 24,00. R$ 12,00. R$ 6,00.  De 5 a 26/11. Terças, às 19h.  

Sesc Consolação

Rua Dr. Vila Nova, 245

Tel: (11) 3234-3000

Fonte: Rita Solimeo Marin / Assessoria de Imprensa

5º Encontro de Educação Superior‏


953 - 5º Encontro de Educação Superior‏

Professor!

Acontecerá nos dias 08 e 09 de novembro/2013 o 5º Encontro de Educação Superior em Belo Horizonte- MG, todas as despesas ocorrerão por conta do Sinpro, caso tenham interesse! Favor se inscrever em nosso site: www.sinprominas.org.br, até dia 30/10/2013. Aproveite a oportunidade de debater sobre a educação superior no século XXI, os impactos da financeirização no setor privado.

Att., Diretoria Sinpro

Fonte: uberlandia@sinprominas.org.br

O InBrasCI no Rotary Club Rio de Janeiro / Méier


INBRASCI_LOGO_site

Rotary Club Rio de Janeiro Méier

 

Dia: 04 de Novembro de 2013 – 2ª feira – Horário: 12h30min

 

Local: Restaurante Casa do Bacalhau - Rua Dias da Cruz n.º 426 – Méier – RJ

  

MÊS DE NOVEMBRO DE 2013
DIA
DIA DA SEMANA
PALESTRANTE/TEMA
04/11
2ª FEIRA
ACADÊMICA MARILZA ALBUQUERQUE – PRESIDENTE DO INBRASCI – INSTITUTO BRASILEIRO DE CULTURAS INTERNACIONAIS “AMOR E PAZ”


Fonte: Marilza Albuquerque

Biblioteca Mário de Andrade: Democracia na história – módulo II


destaque_democracia2_grande_1382358764

Acerca da onda de protestos iniciada no país no primeiro semestre desse ano, a Biblioteca Mário de Andrade lança o segundo módulo do ciclo de palestras sobre a democracia na história, que ocorrem entre os meses de outubro e novembro de 2013.

Com o objetivo de promover a discussão em torno dos diversos agentes sociais que compõem as manifestações, o ciclo pretende fornecer aos cidadãos o conhecimento histórico de vários períodos no Brasil, em que as crises levaram ao surgimento de modelos políticos mais democráticos, em alguns casos, ou mais autoritários, em outros.

De modo a ampliar a reflexão sobre o tema e a contribuir para a discussão sobre o rumo que os protestos têm tomado nestes últimos tempos, a Biblioteca reúne uma equipe de acadêmicos consagrados.

Conheça a programação em http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/bma/noticias/?p=13371 

Seminário Nacional de Mobilidade Urbana – 29 e 30/10


mobilidade urbana

O Seminário Nacional de Mobilidade Urbana é uma iniciativa inédita promovida pela Associação de Engenheiros e Arquitetos de São José dos Campos/ SP,  com o apoio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo( CAU-SP) e outras entidades.

O seminário ocorrerá entre os  dias 29 e 30 outubro de 2013 no teatro do Shopping Colinas, em São José dos Campos /SP. [...]

Saiba mais em http://www3.ethos.org.br/cedoc/seminario-nacional-de-mobilidade-urbana/#.UmmKhkZTsdU

Seminário Nacional de Mobilidade Urbana

Quando: Dias 29 e 30 de outubro

Local: Shopping Colinas / São José dos Campos.

Mais informações: http://www.mobilidadebrasil.org.br

contato@mobilidadebrasil.org.br/ (12) 3921-6259

Caminhada em Brasília comemorará o Dia da ONU


logo-onu-pagina-web

As Nações Unidas realizarão neste sábado (26), às 8h, a Caminhada Sergio Vieira de Mello, como forma de marcar os 68 anos da Organização e os 66 anos da presença da ONU no Brasil.

A caminhada terá início em frente à Casa da ONU em Brasília e contará com a participação de funcionários da ONU e seus familiares, entre outros, em uma manhã que será marcada por práticas esportivas, alimentação saudável, música e descontração.

As Nações Unidas têm representação fixa no Brasil desde 1947. A presença da ONU em cada país varia de acordo com as demandas apresentadas pelos respectivos governos ante a Organização. No Brasil, o Sistema das Nações Unidas está representado por mais de vinte agências especializadas, fundos e programas que desenvolvem suas atividades em função de seus mandatos específicos (saiba mais clicando aqui).

“Inúmeros foram os desafios, as vitórias, os aprendizados, as vidas que foram transformadas e melhoradas. Nada teria sido possível se não fosse pelo seu trabalho, empenho e comprometimento”, afirmou o coordenador residente da ONU no País, Jorge Chediek, em mensagem aos funcionários da Organização.

Fonte: http://www.onu.org.br/caminhada-em-brasilia-comemora-o-dia-da-onu/

Saiba mais:

Sete jovens cientistas brasileiras são premiadas pela UNESCO


A L’Oréal Brasil, em parceria com a UNESCO no Brasil e a Academia Brasileira de Ciências, elegeu as jovens cientistas vencedoras do Programa para estudantes “Para Mulheres na Ciência” deste ano.

Entre as 356 inscrições realizadas, foram selecionados sete projetos, dos quais dois são do Rio Grande do Sul e os outros cinco divididos entre Distrito Federal, Pará, Mato Grosso, São Paulo e Santa Catarina.

A cerimônia de premiação será realizada nesta quarta-feira (23) no Palacete Modesto Leal no Rio de Janeiro.

Em sua oitava edição brasileira, a premiação tem por objetivo promover a presença da mulher na carreira científica e incentivar o desenvolvimento de pesquisas fundamentais para atender os desafios do mundo de hoje e do futuro.

As bolsistas receberão bolsa-auxílio no valor equivalente a 20 mil dólares cada uma para contribuir com a continuidade de seus projetos de pesquisa.

Lançado no Brasil em 2006, o programa já beneficiou 47 jovens cientistas no país, distribuindo mais de 2 milhões de reais em bolsas-auxílio. Cientistas de todo o Brasil inscreveram seus estudos em quatro categorias: Biomédica, Biológica e da Saúde; Química; e Física e Matemática.

Confira quais foram as cientistas contempladas clicando aqui.

Fonte: http://www.onu.org.br/sete-jovens-cientistas-brasileiras-sao-premiadas-pela-unesco/

Dia do Servidor Público será comemorado no HCU-UFU‏


hospital de clinicas uberlandia

A direção do Hospital de Clínicas de Uberlândia (HCU-UFU), por meio da Gestão de Desenvolvimento Humano em Saúde (GDHS), promove nos dias 24, 25 e 26 de outubro, eventos em comemoração ao Dia do Servidor Público (28 de outubro).

Na quinta-feira, 24, a solenidade em homenagem aos servidores terá início às 8h, no anfiteatro do Bloco 8B, campus Umuarama, com a abertura da programação, das 9h às 12h acontece as apresentações artísticas de dança, música e poesia. Entre 14h e 17h as apresentações serão feitas na portaria principal do hospital.

Na sexta-feira, 25, das 8h às 17h, será realizado o Dia da Beleza no Hospital do Câncer, no local serão oferecidos serviços de cabeleireiros, manicure, maquiagem, limpeza de pele, entre outras. No mesmo horário, no corredor do HC, podem ser conferidas as mostras de artesanato e gastronômica. Já no saguão do Hospital de Clínicas os servidores conferem as mostras de pintura, desenho, poesia e escrita.

Ainda como parte da programação, no sábado, dia 26, será promovida a segunda edição da Caminhada do HCU-UFU no Parque do Sabiá, a partir das 8h. Atividades como aferição da pressão arterial, glicose, orientação nutricional e medição de índice de massa corpórea (IMC) entre outros, além do sorteio de brindes, distribuição de camisetas e mesa de frutas, serão disponibilizadas aos servidores. Haverá ainda sorteios de brindes entre outras atrações.

Todas a programação foi elaborada para proporcionar momentos agradáveis para a convivência entre as equipes e ainda incentivar a prática de atividades que proporcionam bem-estar físico e psicossocial.

Fonte: Cristiane Guimarães - JP 0531 MG  

Café Controverso debate “Como estamos envelhecendo?” no Espaço do Conhecimento UFMG


cafe_out_26-convitevirtual

CAFÉ CONTROVERSO DEBATE “COMO ESTAMOS ENVELHECENDO?”

O mundo está envelhecendo rapidamente e o Brasil não foge à regra. Segundo projeções do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os idosos no Brasil deverão representar, em 2060, 26,7% da população. Serão 58,4 milhões de idosos para uma população de 218 milhões de pessoas, e, para além das questões de divisão de recursos, o aumento da expectativa de vida do brasileiro suscita reflexões importantes sobre o envelhecimento.

Para debater “Como estamos envelhecendo”, o Café Controverso do próximo sábado recebe o professor do Departamento de Demografia UFMG/ Cedeplar, Cássio Turra, e a professora do departamento de bioquímica e imunologia do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG, Ana Caetano.

No bate-papo, duas perspectivas sobre o envelhecimento serão abordadas. Ana Caetano vai discutir o que é o “envelhecer biológico”, problematizando o papel da ciência na definição dos parâmetros que definem quando uma pessoa se torna velha, quando esse processo começa, e como essa perspectiva científica mudou nas últimas décadas. A professora aponta que não é possível achar uma resposta simples para definir o que envelhecer: “é muito complexo definir o que seria envelhecer, e pior ainda envelhecer com saúde. Somos seres biológicos e culturais e esse fato dificulta muito a definição de parâmetros gerais. Às vezes, uma pessoa é biologicamente saudável, mas se sente mal com muita regularidade, já outra, pode ter a saúde mais frágil e se sentir muito bem, ser ativa e viver sem grandes problemas. Nesses casos, como definir quem está envelhecendo com mais saúde?”, pondera.

Já Cássio Turra vai abordar as implicações demográficas do envelhecimento desproporcional no país, os declínios recentes da mortalidade e as causas do crescimento da expectativa de vida. Além disso, o professor vai tratar um pouco das perspectivas demográficas e sociais para os próximos anos. “O envelhecimento da população traz alguns desafios para o futuro – precisamos promover igualdade no acesso a serviços de saúde, a redução da desigualdade de renda, o provimento de renda pras futuras gerações de idosos, e consolidar sistemas públicos e privados de serviços de cuidados de longa duração para pessoas com incapacidade funcional”, aponta.

Os Cafés do Espaço

Com o intuito de gerar um ambiente de encontro e intercâmbio de informações, o Espaço do Conhecimento UFMG promove atividades aos sábados em seu café, sempre no final da manhã, às 11 horas. O Café Controverso tem a participação de dois convidados com pontos de vista distintos sobre a temática discutida. Já o Café com Conhecimento é a oportunidade de conhecer e conversar mais sobre um determinado assunto, a partir da contribuição de uma pessoa especializada na questão. Em ambos, o público tem um papel fundamental para a dinâmica das discussões, uma vez que não atua somente como ouvinte, mas como participante ativo.

Café controverso – Como estamos envelhecendo?

Convidados: Ana Caetano (ICB/UFMG) e Cássio Turra (FACE/UFMG)

Data: 26 de outubro, 11h

Local: Espaço do Conhecimento UFMG – Circuito Cultural Praça da Liberdade

Entrada Franca

Mais informações: www.espacodoconhecimento.org.br

                        Fonte: Tamira Marinho / Imprensa – Espaço do Conhecimento

Teatro: ’7 lições para se conquistar um homem (quase) perfeito’


7liçoesnova1Foto: Paulo Ti

Comédia reflete sobre a eterna busca da mulher pelo homem ideal em sete cenas sobre a conquista

Mulher solteira procura desesperadamente o homem perfeito. Desencontros e possíveis encontros se transformam em matéria-prima para o riso na peça “7 lições para se conquistar um homem (quase) perfeito”, com estreia prevista para a sexta-feira (25/10), no Teatro da Maçonaria. Escrito por sete diferentes autores, a montagem gira em torno da busca feminina por um parceiro ideal. A comédia é dividida em histórias curtas e conta as aventuras de mulheres à procura da felicidade amorosa, através da imagem do utópico homem ideal. A temporada segue até o dia 03 de novembro, com sessões às sextas, às 21h; sábados, às 19h e às 21h, domingos, às 20h. Em seguida, a produção integra a programação do Festival Abobrinhas, em Contagem.

Uma celebridade vai a um programa de TV apresentar ao público a nova conquista amorosa, mas acaba revelando seus fracassos anteriores. Uma mulher acredita que encontrou o homem ideal a não ser por um pequeno – e surpreendente – detalhe. O primeiro jantar romântico de um jovem casal, o reencontro de dois antigos confidentes, a mulher que acredita que as cartas vão lhe ajudar a encontrar o amor e um conto de fadas adaptado aos tempos modernos. A diversidade de abordagem reflete o processo de criação de “7 lições para se conquistar um homem (quase) perfeito” em que os autores escreveram seus textos de forma independente. Entre eles, dramaturgos experientes, como Rogério Falabella e Sérgio Abritta, e estreantes, como a blogueira Laura Barreto. 

No elenco, os atores Alessandro Torino Viggili, Patrícia Lisboa, Patrícia Reis Alvim, Priscila Spinelli, Rafael Neves, além do diretor Fernando Gomes, se desdobram em cerca de vinte personagens que contam, com muito humor e leveza, as cobranças e expectativas geradas sobre as mulheres do século XXI. 

 

Ficha técnica e artística:

Autores: Elaine Teles, Fê Oliveira, Fernando Gomes, Laura Barreto, Patricia Reis Alvim, Rogério Falabella e Sérgio Abritta

Direção: Fernando Gomes

Elenco: Alessandro Torino Viggili, Fernando Gomes, Patrícia Lisboa, Patrícia Reis Alvim, Priscila Spinelli e Rafael Neves.

Iluminação: Charles de Castro

Cenário: Cláudio Bahia

Fotos: Paulo Ti

Produção de moda: Direção e elenco

Seleção musical: Direção e elenco

Coordenação de palco: Marco Antônio dos Santos

Realização: Metáfora Comunicação Arte e Eventos

Duração: 80 minutos

Classificação etária: 10 anos

 “7 lições para se conquistar um homem quase perfeito”

Temporada de estreia – Teatro da Maçonaria

25 de outubro a 03 de novembro de 2013

Sexta, às 21h, sábado, às 19h e às 21h, domingo, às 20h

Local: Teatro da Maçonaria – Belo Horizonte

Endereço: Av. Brasil, 478 – Santa Efigênia

Ingressos: R$ 30,00 (inteira), R$ 15,00 (meia) e R$ 15,00 (Postos Sinparc)

Duração: 80 minutos

Classificação etária: 10 anos

Capacidade: 262 lugares

Tel. 3213-4959

  

Temporada Festival Abobrinhas (Contagem)

08 a 10 de novembro de 2013

Sexta, às 21h, sábado, às 19h e às 21h, domingo, às 20h

Local: Centro Cultural de Contagem – Teatro da Casa Azul

R. Dr. Cassiano, 130 – Centro

Ingressos: R$ 30,00 (inteira), R$ 15,00 (meia) e R$ 13,00 (Antecipados)

Duração: 80 minutos

Classificação etária: 10 anos

Capacidade: 160 lugares

Telefone: (31) 3398-1045

Fonte: Renata Andrade

Julgamento se apresenta nesta quarta, no Festival de Arte Negra


Julgamento_2012-10-1701 - foto de Marco Aurélio Prates

O Julgamento, um dos principais trabalhos da cena rap de Belo Horizonte, se apresenta na sétima edição do FAN  -Festival de Arte Negra – nesta quarta-feira, 23/10, na FUNARTE (R. Januária, 130 – Floresta  Belo Horizonte -) a partir das 19h. 

O show traz músicas dos dois CDs lançados: No Foco do CAOS  (2008) e Muito Além (2011) além de composições que farão parte do novo trabalho previsto para 2014. 

Atuante desde 1995, o grupo é um dos representantes mais antigos da seara do rap na capital mineira. A banda, que acrescenta instrumentista à formação clássica do rap, tradicionalmente composta por DJs e MCs, destaca-se pela potência explosiva dos seus shows com letras contestadoras e forte diálogo com outros segmentos musicais. Ao longo da sua trajetória a banda já dividiu palcos com nomes como Marku Ribas, Nathy Faria, Macaco Bong e Negra Li.

www.julgamentoemcena.com.br

Serviço - 
Show Julgamento no Festival da Arte Negra
Data: Quarta-feira/ 19h 23 de outubro de 2013
Entrada: franca
Sobre o Festival de Arte Negra: http://fanbh.com.br
Fonte: julgamentohiphop 

Museu Nacional dos Correios recebe Exposição de Cartoon e Animação de Arte Chinesa


expo animacao china_web

Uma cultura distante chega ao Museu Nacional dos Correios com a Exposição de Cartoon e Animação de Arte Chinesa. A mostra é uma oportunidade de aproximação dos brasileiros a elementos da tradição, história e costumes, de um país cada vez mais importante no cenário mundial, mas ainda desconhecido, utilizando recursos como desenhos, jogos e filmes.  

O primeiro longa-metragem de animação da China foi criado em 1940.  No final da década de 50, o desenvolvimento se tornou marcante, imprimindo um estilo particular aos enredos. Os filmes mostram características culturais, fábulas e pinturas. A técnica da aquarela transferida para a tela chama a atenção do mundo para as produções chinesas. 

A exposição de desenhos aborda os temas – esforço, sentimento, sonhos, juventude, heróis, humor e inteligência – que procuram provocar no visitante a empatia pelo povo chinês. Os jogos buscam transmitir a dimensão exata da modernização e crescimento do país.  

Serviço 

Exposição de Cartoon e Animação de Arte Chinesa 

Abertura – 23 de outubro de 2013, às 18h. 

Visitação: 24 de outubro a 1 de dezembro

Local: Museu Nacional dos Correios

Endereço: Setor Comercial Sul, quadra 4, bloco A, n° 256, ed. Apolo, Asa Sul. Brasília/DF

Horário: terça a sexta-feira, de 10h às 19h. Sábados, domingos e feriados, de 12h às 18h.

Informações e agendamento de visitas: (61) 3213-5076 - museu@correios.com.br

Entrada Gratuita

Fonte: Marta Ribeiro de Souza / Analista de Correios Jr

image001

 

Oi Futuro e FotoRio 2013 promovem seminário “A revolução do aparato: Fotografia, Mobilidade e Tecnologia”


Manifesto - table ronde nouveaux medias

O Oi Futuro receberá o seminário “A revolução do aparato: Fotografia, Mobilidade e Tecnologia”, com a participação de destacados fotógrafos, diretores de arte, criadores de videoarte, antropólogos, professores e produtores culturais, nos dias 23, 29 e 30 de outubro. Os fotógrafos Claudia Linhares Sanz, André Rouillé, Edu Monteiro, André Galhardo, Iatã Cannabrava e Nuno Godolphin são os nomes que irão integrar a discussão, com mediação do fotógrafo e antropólogo Milton Guran. Eles estarão reunidos, durante três dias, abordando os temas: “Fotografia e Rede Social”, “Experimentos e Novos Produtos” e “Instagram e Expressão Pessoal”. 

O tema vai ao encontro de um dos mais instigantes fenômenos sociais ligados à imagem em curso no mundo: a construção de uma rede de relações pelo compartilhamento de imagens produzidas por telefones celulares. Lançado em 2010, o Instagram, primeiro aplicativo do gênero, conquistou rapidamente mais de 30 milhões de usuários no mundo. Hoje, as imagens produzidas e compartilhadas por esse sistema não só estão gerando uma linguagem visual nova, como induzem a uma leitura totalmente inovadora do mundo visível. E abrem novas frentes de diálogo social, em escala planetária. O seminário contará com a participação de curadores de exposições feitas a partir do aplicativo e de um dos autores mais consagrados do campo da história da fotografia. Depois, será transformado em uma publicação da Coleção Arte & Tecnologia do Oi Futuro. 

Dia 23 de outubro, quarta-feira, 19h30 

“Fotografia e Rede Social” 

  • ·        Cláudia Linhares Sanz – fotógrafa, doutora em Comunicação Social e professora da Universidade de Brasília (UnB) 
  • ·        Edu Monteiro – fotógrafo, mestre em Estudos Contemporâneos das Artes e curador 
  • ·        Milton Guran (mediador) – fotógrafo, antropólogo e coordenador-geral do FotoRio 

 Dia 29 de outubro, terça-feira, 19h30 

“Experimentos e Novos Produtos” 

  • ·        André Galhardo – fotógrafo, diretor de arte e produtor cultural 
  • ·        Iatã Cannabrava – fotógrafo e produtor cultural 

Dia 30 de outubro, quarta-feira, 19h30 

“Instagram e Expressão Pessoal” 

  • ·        André Rouillé – ensaísta e historiador da fotografia, professor da Université de Paris VIII 
  • ·        Nuno Godolphin – fotógrafo, videoasta e produtor 

Serviço 

FotoRio 2013 e Oi Futuro Flamengo 

Seminário “A revolução do aparato: Fotografia, Mobilidade e Tecnologia”

Dias 23, 29 e 30 de outubro, 19h 30 | Nível 7 

Entrada franca | Classificação etária: Livre 

Senhas distribuídas 30 minutos antes do início dos debates 

Capacidade: 63 lugares 

Sobre o Oi Futuro 

O Oi Futuro é o instituto de responsabilidade social da Oi, que emprega novas tecnologias de comunicação e informação no desenvolvimento de projetos de educação, cultura, esporte, meio ambiente e desenvolvimento social. Desde 2001, suas ações visam democratizar o acesso ao conhecimento e reduzir distâncias geográficas e sociais, com especial atenção à população jovem.   

Na educação, os programas NAVE e Oi Kabum! usam as tecnologias da informação e da comunicação, capacitando jovens para profissões na área digital, fornecendo conteúdo pedagógico para a formação de educadores da rede pública, e fomentando o desenvolvimento de modelos inovadores. Já na área cultural, o Oi Futuro mantém dois espaços culturais no Rio de Janeiro (RJ) e um em Belo Horizonte (MG), com programação nacional e internacional de qualidade reconhecida e apreços acessíveis, além do Museu das Telecomunicações nas duas cidades.   

O esporte é apoiado através de projetos aprovados pelas Leis de Incentivo ao Esporte, tendo sido a Oi a primeira companhia de telecomunicações a apostar nos projetos socioeducativos inseridos na Lei Federal. O programa Oi Novos Brasis completa seu escopo de atuação, reafirmando o compromisso do Instituto no campo da sustentabilidade, com o apoio e o desenvolvimento de parcerias com organizações sem fins lucrativos para a viabilização de ideias inovadoras que utilizem a tecnologia da informação e comunicação para acelerar o desenvolvimento humano.

 Fonte: Eli Rocha / Assessoria de Imprensa FotoRio 2013

Thomas Blunt rege a ‘Petite Messe Solennelle’ de Rossini | Coro da Osesp e Solistas | 24 a 26 de Outubro


THOMAS BLUNT

THOMAS BLUNT REGENTE

ROXANA KOSTKA SOPRANO

SILVIA TESSUTO CONTRALTO

MIGUEL GERALDI TENOR

FRANCISCO MEIRA BAIXO-BARÍTONO

DANA RADU PIANO

FERNANDO TOMIMURA PIANO

SAMUEL KERR HARMÔNIO

CORO DA OSESP

NAOMI MUNAKATA REGENTE

 

PROGRAMA

GIOACCHINO ROSSINI [1792-1868]

Petite Messe Solennelle [1863] 85 MIN 

O Coro da Osesp recebe o maestro inglês Thomas Blunt, da Orquestra Filarmônica de Londres, que volta à Sala São Paulo para reger a Petite Messe Solennelle, do compositor italiano Gioacchino Rossini. Escrita em 1863, depois de 30 anos afastado do mundo da ópera, a denominação “pequena missa” se justifica por ser originalmente concebida para uma capela, com acompanhamento de dois pianos e um harmônio.Esta, porém, é uma obra de grande intensidade emocional, além de ter quase uma hora e meia de duração. 

Os concertos da Osesp contam com a realização do Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Estado da Cultura.  

THOMAS BLUNT

O maestro inglês Thomas Blunt estudou na Universidade de Cambridge e no RoyalCollege of Music, em Londres, onde foi aluno de Neil Thomson. Foi regente do Coral de Glyndebourne de 2006 a 2009, experiência que lhe valeu o convite para ser regente assistente de Vladimir Jurowski na Orquestra Filarmônica de Londres. Apresentou-se com a Filarmônica no Royal Festival Hall, no Queen Elizabeth Hall e na própria Sala São Paulo, em concerto com participação do Coro da Osesp. Também regeu a Royal Liverpool Philharmonic, a Welsh National Opera, a English Chamber Orchestra e a Northern Sinfonia, entre outras orquestras.Blunt trabalhou com maestros como Iván Fischer, Kazushi Ono, Maurizio Benini, Lothar Koenigs e, mais recentemente, Bernard Haitink, na Sinfônica de Chicago. 

ROXANA KOSTKA

Integrante do Coro da Osesp, nasceu em Buenos Aires e estudou com Mirtha Garbarini no Conservatório Municipal Manuel de Falla. Participou do Coral de Crianças do Teatro Colón e, posteriormente, do Coral Nacional do Teatro Cervantes, onde também atuou como solista. Atualmente, dá continuidade a seus estudos sob a orientação da professora Laura de Souza. Na Sala São Paulo, interpretou como solista o Réquiem, de José Mauricio Nunes Garcia, sob regência de Cláudio Cruz. 

SILVIA TESSUTO

A paulistana estudou na Fundação das Artes de São Caetano do Sul com os professores Eladio Pérez-González, Baldur Liesenberg, José Angrisani, NeideThomaz e Marga Nicolau. Solista em dezenas de óperas e também em cantatas eobras sinfônicas, apresentou-se com a Osesp, interpretando a Sinfonia nº 8, de Mahler. Em 1991, recebeu o prêmio da APCA de Melhor Cantora Lírica. 

MIGUEL GERALDI

Iniciou seus estudos com Gledys Pierri e tem se aperfeiçoado com Neyde Thomas. Integrou grupos especializados em música antiga, como Armonico Tributo, Coro Bach e Camerata Antiqua de Curitiba. É cantor do Coral Lírico do Theatro Municipal de São Paulo. Venceu o v Concurso Carlos Gomes, de Campinas, o II Concurso Aldo Baldin, em Florianópolis, e o III Concurso Internacional de Canto Bidu Sayão. 

FRANCISCO MEIRA

Membro do Coro da Osesp desde 2001, Francisco Meira é mineiro de Diamantina. Estudou com Hugo A. Silva e Marcos Thadeu Miranda Gomes. Na Sala São Paulo, foi solista do Oratório de Natal, de Camille Saint-Saëns, sob regência de Naomi Munakata, e daMissa Breve em Lá Menor, de Johann Sebastian Bach, sob regência de Celso Antunes. Apresentou-se na série “Um certo olhar”, interpretando Liebeslieder Waltzes Op.52, de Johannes Brahms. Em fevereiro de 2012, foi o barítono solista da gravação deTombeau, deAylton Escobar, com o Coro da Osesp. 

DANA RADU

Pianista da Fundação Osesp, nasceu na Romênia e se formou na Universidade de Música de Bucareste. Apresentou-se na Sala São Paulo na série “Um Certo Olhar” e em concertos do Quarteto Osep. Como pianista correpetidora, acompanhou masterclasses de músicos como Pinchas Zukerman, Nathalie Stutzmann e Antonio Meneses.Participou do CD Por Toda Minha Vida (Clássicos, 2009), da contrabaixista Ana Valeria Poles, e foi solista no CD Sonatas Para Violino e Piano nos 4, 5 e 6 (BIS, 2011), com a Osesp e o violinista Emmanuele Baldini. Em fevereiro de 2012, gravou a Missa Orbis Factor, de Aylton Escobar, com o Coro da Osesp. 

FERNANDO TOMIMURA

Pianista da Fundação Osesp, é regente e mestre pela USP. Participa de importantes produções musicais como pianista e regente, ao lado dos principais nomes docenário musical no Brasil, e em concertos na Europa e na América do Sul. É regente do Coral Jovem do Estado de São Paulo e professor na Faculdade Cantareira e na Escola Municipal de Música de São Paulo. Gravou Os Quatro Temperamentos, de Hindemith, no CD Camerata Fukuda 20 Anos (Paulus, 2010) e obras para piano solo no disco Willy Corrêa de Oliveira – O Presente (2006). 

SAMUEL KERR

Estudou piano e órgão, frequentou os Seminários de Música da Pró-Arte e aperfeiçoou seus estudos de regência com Robert Shaw na Meadow Brook School of Music, nos EUA. É Bacharel em Composição e Regência pela Faculdade de Música e Educação Artística do Instituto Musical de São Paulo e mestre em Artes pelo Instituo de Artes da UNESP. Foi Diretor da Escola Municipal de Música (1971-75) e regente da Orquestra Sinfônica Jovem Municipal de São Paulo (1971-82). Foi professor de Regência Coral no Departamento de Música da ECA-USP (1974-75) e de Regência no Instituto de Artes da UNESP (1977 a 2005). Atuou como Regente convidado da Camerata Antiqua de Curitiba em 2002, 2004 e 2005 e Regente convidado do Coral da OSESP em 2003 e 2005. Trabalhou ainda como diretor musical em diversas montagens teatrais. 

CORO DA OSESP

A combinação de um grupo de cantores de sólida formação musical com a condução de Naomi Munakata, uma das principais regentes brasileiras, faz doCoro da Osesp uma referência em música vocal o Brasil. Nas apresentações junto à Osesp, em grandes obras do repertório coral-sinfônico, ou em concertos a cappella na Sala São Paulo e pelo interior do estado, o grupo aborda diferentes períodos musicais, com ênfase nos séculos XX e XXI e nas criações de compositores brasileiros, como Almeida Prado, Aylton Escobar, Gilberto Mendes, Francisco Mignone, Liduíno Pitombeira, João Guilherme Ripper e Villa-Lobos,entre outros. À frente do grupo, Naomi Munakata tem regido também obras consagradas, que integram o cânone da música ocidental. Em 2009, o Coro da Osesp lançou seu primeiro disco, Canções do Brasil, que inclui obras de Osvaldo Lacerda, Francisco Mignone, Camargo Guarnieri, Marlos Nobre, Villa-Lobos, entre outros compositores brasileiros. Em 2013, lançou gravação de obras de Aylton Escobar, pelo Selo Digital Osesp. 

THOMAS BLUNT REGE CORO DA OSESP E SOLISTAS

24    Out    QUI      21H00 

25    Out    SEX     21H00 

26    Out    SAB     16H30 

Preços entre R$ 28,00 e R$ 67,00

 

SALA SÃO PAULO

Praça Júlio Prestes, 16

Bilheteria: (11) 3223-3966 (1340 lugares)

Recomendação etária: 7 anos

Ingresso Rápido: (11) 4003-1212; www.ingressorapido.com.br 

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, American Express e Diners.

Estacionamento: R$ 18,00 (611 vagas, sendo 20 para portadores de necessidades especiais e 33 para idosos).

Aposentados, pessoas acima de 60 anos, estudantes e professores da rede pública têm 50% de desconto, mediante comprovação em todas as atividades.

Fonte: Imprensa OSESP